HOUSTON , WE HAVE A PROBLEM...


Responder decisivamente a novos problemas de saúde que surgem significa um ponto importante na gestão pessoal de saúde.

Uma analogia que pode ser feita é a conhecida história da Apolo 13 marcada pela frase “Houston We Have a Problem”, onde a resposta rápida dos astronautas e do suporte do centro de controle em Houston, contribuíram para um final feliz. Pensei nisso porque certa vez, durante uma caminhada matinal com um amigo por um condomínio na periferia de Washington DC, fui apresentado a um senhor que estava lavando seu carro no gramado, e que era nada mais nada menos que Jim Lovell o comandante da Apolo 13. A conversa foi curta, mas inesquecível, pois girou em torno da tomada rápida de decisões e que quando tomadas no momento certo são relevantes para a vida.

Voltando ao cenário da saúde, nas situações onde sinais e sintomas orgânicos sinalizam que algo não vai bem, a pró atividade é crítica. Responder decisivamente significa dar particular atenção à decisão de ir ou não ao médico. As pessoas têm pouco conhecimento para decidir quando uma ajuda médica é necessária e quando não é.

Ser proativo significa também fazer monitoramentos periódicos para doenças que podem aparecer sem dar sinais, como hipertensão arterial, câncer, glaucoma, etc. Em tais casos, procurar assistência médica é a atitude correta. Considere como essas decisões são importantes. Se houver demora em ser tomada, quando realmente é necessário, podem acontecer resultados indesejados. Saúde também depende de decisões pessoais. Você decide como viver, quando ir ao médico, com qual médico se consultar, e se seguirá os conselhos ou não. Ninguém mais poderá tomar essas decisões que afetarão profundamente o curso de futuros eventos.

Esteja preparado e capaz de atuar de maneira correta no momento certo.

Para estar saudável, você deve assumir a responsabilidade de se cuidar. Isso envolve comprometimento e ações proativas, não somente ir a uma consulta e confiar no tratamento prescrito.

Sabemos que o estilo de vida representa um importante papel na doença e na saúde e minha visão é baseada na idéia de que a assistência médica deve ser proativa e preventiva. Essa ação deve se iniciar pela percepção que os cuidados médicos têm um papel parcial na determinação dos resultados. Nossa genética, comportamentos, ambiente no qual vivemos é que desempenham o papel determinante no quando, como e porque ficamos doentes.

Um sistema de assistência médica mais proativo e preventivo, análogo ao Centro de Controle de Houston, é um desafio complexo que irá requerer uma nova abordagem e um nivel de inovação para a comunidade médica. Novas tecnologias e ferramentas têm revolucionado esse cenário e o tempo de colocá-los no cardápio chegou. O uso de dados médicos eletrônicos, sequências genômicas e sensores individuais já permitem quantificar alguns dos fatores que afetam a saúde e clarificam as relações entre eles.

Concluindo, cuidar-se significa atenção a hábitos saudáveis, monitoramentos periódicos com profissionais da saúde e, principalmente respostas rápidas e decisivas frente a novos problemas que aparecem.

Destaques
Arquivo
Acompanhe
  • Grey LinkedIn Icon
  • Cinzento Ícone Google+
  • Grey YouTube Icon

São Paulo - Brasil contato@cph.com.br

  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon
  • Branco Ícone Google+