GESTÃO PESSOAL DE SAÚDE - A ARTE DE CAMINHAR



Certa vez em Palo Alto (Stanford University) tive a felicidade de passar alguns dias acompanhando Brooks Johnson - um dos mais famosos track & field coaches dos USA. Considerado uma lenda na área de treinamento, faz parte do Hall of Fame e é reconhecido mundialmente.


Nesse período aprendi muito sobre caminhada e jogging para os comuns mortais. Uma das primeiras perguntas que fiz foi qual ele achava ser o melhor tênis para caminhar ou correr. A resposta foi a “a sola do pé” e isso me sossegou, pois estava ansioso para conseguir o suprassumo dos calçados. Disse que somente uma sola de proteção funcionava bem e que novidades eram lançadas ano após ano com baixo custo beneficio.


Quem era eu para discordar do head coach do time olímpico americano de sprinters... apesar dessa filosofia foi nomeado o Nike Coach em track & field do ano em 2010. A última vez que nos encontramos tinha sido contratado pela Disney Corporation para desenvolver um novo jump start program para jovens, focado em educação e não em competição.


Apesar de ser uma forma de exercício subestimada, a ciência afirma que a caminhada leva a enormes benefícios físicos e mentais. A maioria de nós está cansada de ouvir, mas na realidade o que ouvimos é verdade

· Reduz os riscos cardiacos

· Melhora a circulação

· Controla a hipertensão

· Melhora o humor

· Fortalece o sistema osteomusciular

· Aumenta a energia vital

· Controla o peso corporal

· Reforça a imunidade

· Fortalece os ossos e articulações

· Aumenta a saude muscular

· Melhora a qualidade do sono

·

Caminhada pode ser tão boa quanto corrida e é uma atividade que permite variações de percursos, evitando a rotina de correr a mesma distância no mesmo local diariamente. Pelo envolvimento muscular, pela força exercida e pela exigência biomecânica as duas não podem ser comparadas. A corrida está num nível mais alto que a caminhada. Apesar de não ser o melhor treinamento, a caminhada pode ser o melhor exercício para muitas pessoas principalmente com problemas de quadril, joelhos, coluna e excesso de peso. É um exercício de baixo impacto e pode ser feito por longos períodos de tempo.

Milhões de pessoas praticam mais exercícios hoje que a 10 anos atrás e caminhar se tornou o mais comum.

Além dos benefícios acima descritos, ela alivia a depressão, a fadiga, reduz risco de câncer, aumenta a resistência e essa lista não tem fim...a energia usada para caminhadas moderadas e corridas vigorosas parece ter o mesmo efeito na redução de riscos para hipertensão arterial, hipercolesterolemia, diabetes e doenças cardíacas, numa pesquisa realizada pela National Runners´ Health Study. Outros estudos mostram que uma caminhada diária pode reduzir o risco de AVC em homens e mulheres, reduzir dias de hospitalização e diminuir o risco de morte em quase 40%, quando comparado com pessoas sedentárias.

Os benefícios mentais também são claros, e os estímulos da mente são sentidos mais rapidamente que os físicos. Em Stanford a noção é que a caminhada aumenta a criatividade em quase 60% através de fluxos mais livres de idéias, contribuindo para adquirir o habito da vida ativa. Psicologistas mostraram que mesmo uma caminhada de 10 minutos reduz os sintomas de ansiedade o que faz todo o sentido, pois é uma atividade que permite a mente vagar. Outros benefícios como o aumento da atenção e da autoconfiança quando comparadas com o tempo sentado. Memória e deterioração do tecido cerebral pelo envelhecimento também são combatidos


Ser capaz de sair da frente do computador para caminhar e sem carregar qualquer dispositivo tecnológico que tire a atenção não é fácil. Pode parecer uma atividade tediosa e um momento monótono na vida, mas que deve ser tentado. Grandes pensadores/escritores como Nietzsche, Gandhi, Virginia Wolf, Rimbaud alinhavam o trabalho mental com o constante movimento dos pés (professor Pardal que o diga). Sentiam a necessidade de levantar e fazer o sangue circular, deixando a mesa de trabalho, e saindo para andar.

Caminhar livre de compromissos, mas com o propósito de aproveitar o momento é parte de um processo de meditação e seus ganhos. Caminhar simplesmente por caminhar é uma rápida trégua em nossa vida frenética que nos permite um “desligar positivo”. Quando caminhamos o proposito é a experiência em si e seus efeitos sobre nosso corpo e mente. Triste a sociedade que enxerga pouco ou nenhum valor nisso. GO AHEAD

Destaques
Arquivo
Acompanhe
  • Grey LinkedIn Icon
  • Cinzento Ícone Google+
  • Grey YouTube Icon

São Paulo - Brasil contato@cph.com.br

  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon
  • Branco Ícone Google+