LONGEVIDADE - VOCÊ PODE PERMANECER JOVEM


A palavra “ longevidade” é usada em muitas vezes como sinônimo de "expectativa de vida” em estudos demográficos, porém esse termo exprime somente indivíduos que vivem muito numa população, enquanto que “expectativa de vida” define estatisticamente a média de anos restantes a partir de uma idade atribuída.


A longevidade vai além do reconhecimento da brevidade da vida humana e inclui reflexões sobre o que fazer para aumentar a extensão da vida. Para chegar aos 100 anos você precisa ganhar na loteria genética. Mas a maioria de nós tem a capacidade de chegar ao início dos anos 90 e praticamente sem sinais e sintomas de doenças crônicas.


Cada aspecto da vida que vivemos, desde os fatores genéticos que predispõe a certas doenças a escolhas pessoais que fazemos no dia a dia podem ser vistos como diminuidores ou amplificadores da longevidade. Não existe alquimia para a longevidade e, nenhuma prova infalível ou estratégia para uma vida mais longa, mas isso não significa que a vida é um jogo de azar, com sua extensão e qualidade determinada por nada mais que uma partida de dados. Existem meios comprovados para aumentar a expectativa de vida e medidas altamente efetivas para comprimir riscos, permanecer saudável e com uma vida ativa. Em grande parte, isso depende dos hábitos e comportamentos que escolhemos quando adultos. Nossas escolhas diárias influenciam por quanto tempo e como iremos viver.


Nascemos saudáveis, com garantia de 120 anos, mas a grande maioria, “tira a chave do contato” por volta dos 80 anos, sendo que a causa primária não são as doenças crônicas ligadas ao envelhecimento, mas sim a incapacidade de gestão de nosso próprio estilo de vida. Uma boa gestão pode fazer com que a idade física seja bem diferente da idade biológica e o contrário também é verdadeiro. Quem não se cuida envelhece mais rapidamente e a senescência ou idade biológica (gradual deterioração das caracteristicas funcionais) é clara.


Ela pode ser celular ou de todo o organismo. Apesar de ser inevitável pode ser retardada. Por exemplo a restrição calórica pode aumentar a expectativa de vida em ratos de laboratório em 50%. Fatores ambientais como a exposição à radiação ultravioleta acelera o envelhecimento da pele. Diferentes partes do corpo têm diferentes velocidades de envelhecimento, tornando a idade biológica e cronológica distintos conceitos.


As doenças crônicas são universais e todos temos a tendência em direção a elas. A diferença é a rapidez de seu desenvolvimento. As condições de progresso em nosso organismo normalmente levam décadas antes de qualquer sintoma aparecer. O importante é qual a rapidez desse progresso. Elas todas têm fatores de risco que podem fazer com que a progressão seja mais ou menos rápida, e claramente falando, os fatores de risco não causam a doença mas afetam a velocidade do desenvolvimento. A prevenção muda essa perspectiva e a atenção aos fatores de risco melhora a qualidade de vida mais do que a quantidade. O principal mecanismo intrínseco da saúde é a boa gestão pessoal (autocuidado) por meio das ações individuais que são tomadas no interesse da própria saúde.


LaLonde e Macginnis são dois nomes de referência quando os fatores determinantes da saúde estão em pauta. Seus estudos permitiram que a saúde esteja relacionada a cinco domínios: genética, circunstâncias sociais, condições ambientais, escolhas comportamentais e cuidados médicos. Ela é o produto da intersecção desses domínios que variam no curso da vida e consideram também os fatores precedentes e subsequentes. O mais relevante é o estilo de vida, deixando a baixa assistência médica no fundo da lista dos fatores impactantes.


Ações pessoais com o potencial de prolongar a vida não são limitadas, mas possiveis. Longevidade é uma moeda com quantidade em um lado e qualidade no outro

Por outro lado, a expectativa de vida tem se modificado com o passar do tempo. Na época do império romano era de 25 anos. No início do século XX passou a ser de 49 anos e atualmente, segundo o IBGE, a expectativa de vida do brasileiro é por volta de 77 anos. Em países desenvolvidos ela já chega a mais de 80 anos. Super centenários existem chegando proximos a 120 anos e estudos mostram a forte relação com a genética, estilo de vida e meio ambiente.


Um estudo interessante mostra que o sangue de centenários tem um nivel mais elevado da proteina reparadora PARP (poly ADP ribose polymerase). Seus linfócitos têm caracteristicas típicas de células de pessoas jovens. A qualidade da saúde, duração da vida dos pais e longevidade tem forte correlação genética.

HÁBITOS LIGADOS A UMA VIDA LONGA

  • Evite comer em excesso (a relação entre baixa ingestão calórica e expectativa de vida existe e parece proteger contra algumas doenças)

  • Pare de comer quando o estômago estiver 80% cheio. A diferença de 20% entre não sentir fome e sentir-se cheio pode ser a diferença.

  • Coma a menor refeição no final da tarde ou no início da noite.

  • Ingira nozes, castanhas, amêndoas – são usinas de energia, ricas em fibras, antioxidantes e poderosas fontes de vitaminas e minerais

  • Açafrão é uma boa opção – contém um composto bioativo chamado curcumina, com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias

  • Coma vegetais em abundância – reduz riscos de câncer, síndrome metabólica, doenças cardíacas, depressão e deterioração cerebral

  • Coma em silencio, devagar, mastigue bem e foque no alimento percebendo cor, textura, sabor e aroma.

  • Seja capaz de distinguir entre fome verdadeira e gatilhos que o levam a petiscar

  • Mantenha uma vida ativa – uma rotina diária diminui o risco de morte prematura e aumenta a imunidade

  • Bons hábitos como não fumar e ingestão moderada de álcool estão ligados a boa saúde e prolongam a vida

  • Vinho bebido moderada e regularmente tem efeito na longevidade

  • Priorize a felicidade – isso aumenta a longevidade significativamente

  • Tenha o máximo contato com a natureza

  • Família à frente de outras preocupações e interesses

  • Evite stress e ansiedade crônicos e seja otimista - altamente benéfico para a qualidade e quantidade de anos à frente

  • Cultive seu círculo social -- pode elevar a expectativa devida em quase 50%, além de mudanças cerebrais, cardíacas e hormonais positivas

  • Seja integro, confiável, franco, leal e correto no dia a dia – isso reflete na saude

  • Beba café ou chá – estão ligados a um menor risco de doenças crônicas como câncer, diabetes, doenças cardíacas e mentais

  • Tente mater um padrão regular de sono - crucial para a função celular – dormir e acordar nos mesmos horários e mais de 5 horas por noite são benéficos

  • Tenha um proposito na vida - porque acordo de manhã?

As projeções para o futuro deverão extender a expectativa de vida para mais de 100 anos. Nunca é tarde... idade não é somente um número, mas também uma atitude. GO AHEAD

Destaques
Arquivo
Acompanhe
  • Grey LinkedIn Icon
  • Cinzento Ícone Google+
  • Grey YouTube Icon

São Paulo - Brasil contato@cph.com.br

  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon
  • Branco Ícone Google+