PERSPECTIVAS GLOBAIS EM PROMOÇÃO DA SAÚDE



GRUPO SAÚDE CORPORATIVA


Como profissional de saúde você quer continuar a trabalhar com doença ou fazer a diferença na saúde corporativa?


A melhor maneira de antecipar o futuro é criá-lo. A pandemia nos deu muitas incertezas, mas ao mesmo tempo nos libertou da mesmice do modelo atual de assistência médica, permitindo novas formas de abordagem na saúde e incríveis momentos de criatividade. O que virá pela frente serão oportunidades únicas de aprender e melhorar o modelo atual ampliando as perspectivas com o propósito de saber que será possível evoluir. Não basta fazer melhor as mesmas coisas, não basta ser mais eficiente.


Para melhores resultados novos conceitos são necessários. Isso requer criatividade tanto no nível estratégico como no contato com o cliente para que a nova saúde aconteça, Atitude é a chave do sucesso... sem determinação, perseverança e firmeza ninguém ganha o jogo. Pode quem acha que pode; não pode quem acha que não pode (H. Ford). O momento de virar a mesa é agora. O clareamento de novas variáveis pode criar condições para a resolução de contradições entre a saúde e a doença. Quando há vontade existe um caminho...


O presente momento mostra empresas e empregados no mundo inteiro enfrentando imensos desafios com a longa situação pandêmica e suas consequências econômicas, desacelerando a produtividade e aumentando os custos, com impacto significativo nos negócios.


Esse cenário cria novos desafios para uma efetiva gestão da saúde e dos riscos presentes. É encorajador saber que esforços têm sido feitos para melhorar os métodos e o ambiente de trabalho além da segurança dos empregados. Na última década com mais 34 colegas de 21 países (06 continentes), participei como coautor de uma publicação global sobre a promoção de saúde (Global Perspectives in Workplace Health Promotion – Editora Jones & Bartlett) cujo objetivo é contribuir para uma visão mais ampla da saúde no ambiente de trabalho, estimulando líderes e profissionais de saúde a serem facilitadores na mudança da mentalidade vigente, há tempos direcionada quase que totalmente para a doença. Como diz meu amigo Luiz Edmundo Rosa, referência na área de recursos humanos: “Saúde não é plano de assistência médica”.


Os autores principais são Robert C. Karch e Wolf Kirsten ambos relevantes no setor. Os destaques dessa publicação referem-se aos desafios da saúde corporativa, das questões prevalentes, dos modelos e práticas dos sistemas de saúde dos países participantes, das influências culturais na saúde física e mental, itens chaves no estabelecimento de programas. Durante as próximas semanas publicarei as características de cada um desses 21 países numa série gratuita de artigos de rico conteúdo para os participantes do grupo. Essa proposta de desenvolvimento é sui generis e dará significado ao caminho. Uma ótima forma de conhecer a diversidade da promoção da saúde e ainda saber o que pensam os especialistas da área.


Você está ciente da forte relação ente saúde e produtividade?

Quem é da área deve entender a diversidade humana e se preparar para momento futuro, sabendo claramente o papel da empresa (facilitadora) e o do empregado (responsabilidade pessoal) quando o assunto for saúde. A confluência do crescimento dos custos de assistência médica e da má saúde do empregado ameaça a viabilidade corporativa e poderá tornar o sistema insustentável envolvendo mais que somente os custos diretos. Pesquisas mostram que a perda da produtividade associada afeta os resultados de forma ainda mais forte que os custos médicos e esse ponto é altamente estratégico.


Para renovar o modelo o que você acha mais crítico?

  • Desejo de tornar a empresa saudável

  • Fatores culturais

  • Recursos, conhecimento

  • Questões predominantes de saúde

  • Comportamento de risco

Aprender é sempre estimulante para o nosso desenvolvimento pessoal e profissional

Nosso objetivo é fazer nascer no espirito do participante o desejo de crescer e fazer a diferença na saúde. Estaremos disponíveis para feedbacks positivos e construtivos.


“ Cada um de nós deve ser a mudança que queremos ver no mundo (Gandhi)

GO AHEAD



Destaques
Arquivo
Acompanhe
  • Grey LinkedIn Icon
  • Cinzento Ícone Google+
  • Grey YouTube Icon

São Paulo - Brasil contato@cph.com.br

  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon
  • Branco Ícone Google+