SE HIPÓCRATES ESTIVESSE VIVO, COMO VERIA A PROMOÇÃO DE SAÚDE?


JURAMENTO DE HIPÓCRATES


Antes de tudo, parabéns aos colegas nesse dia 18 de outubro.

Essa data tem origem cristã e foi escolhida em homenagem à São Lucas. Dessa forma, ele é considerado patrono dos médicos desde o século XV. São Lucas nasceu nessa data no século I d.C. e também exerceu a medicina. A data é comum em vários países de base cristã, entre eles: Itália, Portugal, França, Espanha, Bélgica e Polônia, além do próprio Brasil. Os Estados Unidos comemoram o Dia do Médico (Doctors Day) em 30 de março, data em que a anestesia foi administrada pela primeira vez em um paciente em 1842, pelo Dr. Crawford W. Long, no estado da Geórgia. O dia 1° de julho foi escolhido para a comemoração do Dia do Médico na Índia, em homenagem ao Dr. Bidhan Chandra Roy, um grande médico indiano, que cursou medicina no Medical College, na University of Calcutá. Diversos países da América Latina, como Argentina, Uruguai, Cuba e Paraguai, celebram o Dia Internacional del Médico em 3 de dezembro, em homenagem ao médico de origem cubana Dr. Carlos Finlay, responsável por comprovar a teoria de que a febre amarela se propaga através do mosquito Aedes aegypti, salvando milhares de vidas no continente e impulsionando as pesquisas médicas na América tropical. Já o México comemora em 23 de outubro o Dia del Médico. A data foi escolhida como forma de celebrar a inauguração do Establecimiento de Ciencias Medicas, em 1833, uma instituição de ensino superior responsável por desenvolver a medicina nacional.


Hipócrates, em seu juramento no manuscrito acima em forma de cruz (que é até os dias de hoje, confirmado pelo médico por ocasião da formatura), cultua o doente e a ética pessoal e traduz uma visão racional da medicina, onde promete que ao exercer a arte de curar será fiel aos preceitos da honestidade, da caridade e da ciência e que nunca se servirá da profissão para corromper os costumes ou favorecer o crime. Pouco diz sobre a real saúde...


Ao longo da história, a medicina enfatizou a cura da doença e deu pouquissima atenção à prevenção. Mesmo entre os deuses da mitologia (Esculapio, Panacéia) e de diferentes culturas e religiões (Imhotep, Osiris, Belenus, Heka, da religião Hindu, etc), poucos eram os relacionados à saúde . Higiéia, deusa grega, ,ilha de Esculápio (deusa da prevenção e da manutenção da saúde) era uma das poucas voltadas para o estilo de vida saudável.


O conceito da OMS, divulgado na carta de princípios de 7 de abril de 1948 (desde então o Dia Mundial da Saúde), diz que "Saúde é o estado do mais completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de enfermidade". Este conceito refletia, de um lado, uma aspiração nascida dos movimentos sociais do pós-guerra: o fim do colonialismo, a ascensão do socialismo. Saúde deveria expressar o direito a uma vida plena, sem privações. Um conceito útil para analisar os fatores que intervêm sobre a saúde, é o de campo da saúde (Health Field), formulado em 1974 por Marc LaLonde, titular do Ministério da Saúde e do Bem-estar do Canadá – De acordo com esse conceito, o campo da saúde abrange certos fatores determinantes:

· Biologia humana ou Herança genética,

· Meio ambiente - que inclui o solo, a água, o ar, a moradia, o local de trabalho;

· Estilo de vida - do qual resultam decisões que afetam a saúde: fumar ou deixar de fumar, beber ou não, praticar ou não exercícios;

· Assistência médica - primeira coisa em que muitas pessoas pensam quando se fala em saúde. No entanto, esse é apenas um componente do campo da saúde, e não necessariamente o mais importante. Muitas vezes é mais benéfico para a saúde ter água potável e alimentos saudáveis do que dispor de medicamentos. É melhor evitar o fumo do que submeter–se a radiografias de pulmão todos os anos. É claro que essas coisas não são excludentes, mas a escassez de recursos na área da saúde obriga, muitas vezes, a selecionar prioridades.

J. Michael McGinnis (epidemiologia americano) acrescentou um quinto fator – circunstancias sociais (educação, emprego, pobreza, crime, coesão social). O conceito da OMS recebeu críticas e em decorrência surgiu o conceito de Christopher Boorse (1977): saúde é ausência de doença. A classificação dos seres humanos como saudáveis ou doentes seria uma questão objetiva, relacionada ao grau de eficiência das funções biológicas, sem necessidade de juízos de valor.

Origem histórica do conceito de promoção de saúde e educação

Apesar de ser normalmente aceito que o básico conceito de “Promoção de Saúde” tem se manifestado nas últimas décadas, tem suas raízes em antigas civilizações e em particular na antiguidade grega. Existem evidências entre os séculos VI e IV antes de Cristo mostrando que os gregos foram os primeiros a quebrar a concepção de saúde e doença que dominou a humanidade até então. Perceberam que a manutenção da boa saúde e a luta contra a doença dependiam de causas naturais e não podiam ser dissociadas do ambiente fisico e social nem do comportamento humano. Deram ênfase na educação em saúde e no desenvolvimento de habilidades, reconhecendo a importância do ambiente de suporte e políticas públicas e reorientaram a medicina em direção a uma perspectiva mais humanística e natural. Isso ajudou a estabelecer os fundamentos da promoção e educação na saúde da era moderna de acordo com a carta de Otawa – Promoção de saúde é o processo de habilitar pessoas a aumentar e melhorar o controle sobre a propria saúde. Para atingir o estado de completo bem-estar fisico, mental e social deve ser capaz de identificar e realizar desejos, satisfazer necessidades e mudar ou se relacionar com o meio ambiente. Saúde, portanto, deve ser vista como um recurso para o dia a dia e não o objetivo da vida. Enfatiza recursos pessoais e sociais assim como capacidade fisica e dessa forma não é responsabilidade somente do setor assistencial, indo além, envolvendo estilo de vida e bem-estar/qualidade de vida.


Um ponto chave para o desenvolvimento de habilidades na gestão da propria saúde é a capacitação pessoal a qual pode ser atingida por educação e ambientes de apoio.


Atualmente ações em promoção de saúde significam:


· Construir políticas públicas saudáveis indo além da assistência médica

· Criar ambientes de apoio – a relação entre individuos e os ambientes onde vivem constitui a base para uma abordagem da saúde

· Fortalecer ações comunitárias – estabelecer prioridades, planejar estratégias e implementá-las afim de conseguir melhor saúde

· Desenvolver habilidades de gestão pessoal de saúde – educação respeitando necessidades e interesses.


A história é longa e, apesar de personagens célebres em diferentes eras da humanidade se expressarem a favor da saúde, a doença até hoje continua a dominar o modelo.


Em 1475, Leonardo Da Vinci deu as orientações abaixo que são ATUAIS ATÉ OS DIAS DE HOJE:


  • Coma muita fibra

  • Evite o excesso na alimentação

  • Tome água com freqüência

  • Não exagere no sal e açúcar

  • Modere a ingestão de gorduras

  • Caminhe ao ar livre

(Leonardo Da Vinci)


Hipócrates, se fosse vivo, estaria comemorando...GO AHEAD

Destaques
Arquivo
Acompanhe
  • Grey LinkedIn Icon
  • Cinzento Ícone Google+
  • Grey YouTube Icon

São Paulo - Brasil contato@cph.com.br

  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon
  • Branco Ícone Google+